Google+ Badge

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

PERISTERIA ELATA


A Peristeria elata é uma planta terrestre e vigorosa, reconhecida como a flor nacional do Panamá e chamada pelos nativos de Flor-do-Espírito-Santo. Trata-se de um gênero botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceae). O nome do gênero vem do grego peristerion, pequeno pombo, em alusão a forma de suas flores que em algo lembram essas aves.


A Peristeria constitui-se em cerca de uma dezena de robustas espécies epífitas ou terrestres, de crescimento cespitoso (termo botânico que se refere ao modo como algumas plantas crescem lançando novos brotos ou caules de maneira aglomerada, geralmente formando uma touceira ou espesso tapete), que existem da Costa Rica à floresta Amazônica, no Peru, Equador,  ColômbiaGuianas e norte do Brasil, bem como uma espécie no sudeste brasileiro.
Trata-se de gênero em tudo muito próximo a Lycomormium. Diferencia-se pela sépala dorsal (folhas modificadas, geralmente verdes, cuja função é de proteção das suas flores) que é totalmente livre na base e por apresentar com labelo trilobado cujo lobo mediano é mais longo que os laterais. Há ainda certa controvérsia se a inflorescência ereta ou arqueada deveria servir como diferença entre estes gêneros, mas parece ter sido critério abandonado em favor das outras diferenças florais.
A Peristeria aprecia ambientes quente e úmido, com luminosidade a meia-sombra. O ideal é cultivá-la sob telado com proteção de 50%. É, com pseudobulbos de até 15 centímetros de altura, encimados por uma folha longa de até 80 centímetros de comprimento. As regas devem ser diárias em dias quentes e de dois em dois ou três em três dias nos dias frios.
Pode ser atacada por insetos sugadores, principalmente brotos e flores, como cochonilhas e ácaros. A Floração acontece na primavera. Sua haste floral nasce no ápice dos pseudobulbos, portando até 12 flores brancas. Seu labelo (é a pétala com formato diferenciado e que se localiza do centro para baixo. Possui, em geral, formato de cone ou canudo. Dentro dele está o órgão reprodutor da orquídea, com a antera, os estigma e a coluna) tem um desenho singular parecido com uma pomba.

As flores apresentam sépalas e pétalas iguais, côncavas, arredondadas e carnosas, conferindo um aspecto esférico às flores. É uma espécie nativa do Panamá (América Central), Colômbia e Equador (América do Sul). Trata-se de um clone de plantas trazidas da Colômbia na década de 90.